Clube de Assinatura

Quais empresas podem adotar modelo de assinatura?

Postado por: em 18/09/2018

Ter uma receita que cresce mês a mês e que seja previsível ao ponto de você planejar com calma o crescimento da sua empresa parece o sonho para muitos. Mas é algo perfeitamente possível.
Hoje, com um modelo de pagamentos recorrentes, é possível que pequenas e médias empresas consigam migrar para uma forma mais constante de geração de receita.
Além disso, cada vez mais consumidores optam por esse modelo de pagamento.
Estima-se que em 2018 este mercado deve crescer 8% e movimentar mais de R$ 780 milhões no ano.
É uma mudança de comportamento visível, puxado principalmente pelo crescimento de serviços como a Netflix e o Spotify, dois gigantes do segmento.
Aderir a esse modelo é mais fácil do que você pensa. Ele não precisa necessariamente estar vinculado a um produto digital e também não exige uma estrutura de tecnologia de informação grande e cara para isso.
Basta um produto, um modelo de pagamentos frequentes e uma empresa parceira para desenvolver o sistema que você vai usar.
Se você ainda tem dúvidas sobre isso, neste texto vamos abordar um pouco sobre o modelo de assinaturas a e citar quais empresas podem aderir a ele.

Modelo de assinaturas

Praticamente todos os tipos de empresas podem adotar em seu modelo de negócio, pelo menos, uma forma de recorrência. Até porque recorrência significa a entrega de um produto ou serviço de forma constante para um determinado cliente em um período de tempo.
É excelente para estabelecer uma relação de ganha-ganha com seus consumidores. Afinal é possível oferecer uma solução constante e barata para um cliente, enquanto se trabalha dentro de uma previsibilidade que reduz o risco de operação de um negócio.
Empresas podem vender produtos separadamente ao mesmo tempo em que criam clubes de assinatura.
Neles, é possível oferecer esses mesmos produtos, com determinados benefícios, sob a circunstância de o cliente garantir o pagamento por um determinado período de tempo.
E esse período de tempo pode ser tanto mensal, quanto trimestral, semestral ou até mesmo anualmente. Para oferecer mais uma comodidade ao cliente, os sistemas de pagamento recorrente hoje podem:

  • Aceitar pagamentos via cartão de crédito sem comprometer o limite do cliente;
  • Aceitar pagamentos via débito na conta corrente;
  • Aceitar pagamentos via Paypal (e/ou outros sistemas como esse).

Além de empresas que vendem produtos físicos, empreendedores especializados em serviços digitais também podem aproveitar desse mercado.
Eles podem oferecer serviços digitais como cursos, consultorias ou conteúdos exclusivos de qualidade segmentados para um determinado público. Tudo isso em troca de um pagamento constante.
Abaixo, explicamos um pouco mais sobre isso.

Empresas que vendem produtos físicos

Esse é o tipo mais fácil de imaginar. Em algum momento da vida, você já deve ter sido assinante de um serviço assim. Desde pagando de forma recorrente uma academia até adquirindo uma assinatura de um jornal ou uma revista.
Apesar dos produtos e serviços mais óbvios que há nesta categoria, a internet abriu espaço para revoluções nesse mercado. Está cada vez mais comum clubes de assinaturas voltados para produtos específicos e há para todos os gostos, como:

  • clubes de vinho;
  • clubes de livros;
  • clubes de café;
  • clubes de cerveja;
  • clubes de comidas fitness.

E se você já possui um negócio que vende um produto físico, é possível criar modelos de assinatura que tragam recorrência para você e garanta maior previsibilidade para o seu negócio.

Empresas de produtos digitais

A internet possibilitou a criação de uma série de negócios novos. Há desde aqueles ligados diretamente à tecnologia como softwares, por exemplo, até outros especialmente os relacionados a cursos e educação à distância.
Hoje com bom conhecimento técnico e poucos recursos já é possível empreender no mundo digital e ter sucesso.
Um dos principais caminhos para isso é optar por um modelo de negócios baseado em pagamentos constantes, que gera previsibilidade de receita e permite um crescimento previsível.
Para se ter uma ideia dos tipos de empresas que podem ser criadas nesse segmento, destacamos:

  • Sites que promovem cursos;
  • Empresas de software (SaaS);
  • Conteúdo digital (jornais, revistas, produtores de conteúdo, entre outros).

A dica antes de começar a trabalhar o seu modelo de recorrência é entender bem as características da sua persona e testar produtos e ofertas, para que você seja mais assertivo nesse mercado.
Preparamos um post com 13 clubes de assinaturas para você se inspirar e colocar o seu em prática.
***
Trabalhar esse modelo de negócios atualmente é acessível, além de oferecer uma série de benefícios para o empresário.
Esse modelo, afinal, aumenta a retenção de clientes, diminui a inadimplência e é fundamental para garantir um crescimento saudável e previsível para a sua empresa.
Ficou interessado em adotar o modelo? Nós, da Rits, oferecemos as principais soluções tecnológicas para você. Entre em contato conosco, teremos prazer em atendê-lo. Confira também mais conteúdo especial no Blog de Rits.
 

A Rits é uma empresa focada no desenvolvimento do sistema recorrência, outsourcing de e consultoria de TI, para empresas de diversos setores.