Serviços

Controle de qualidade de software: conheça 3 benefícios

Postado por: em 09/01/2019

Os softwares estão em todos os lugares da nossa vida. Nos celulares que andamos no bolso, nos computadores que usamos para trabalhar. Até mesmo nos relógios que marcam as horas, os batimentos cardíacos e nos ajudam a manter a saúde em dia. Por isso o controle de qualidade de software é tão importante.
Qualquer problema com eles, sobretudo com aqueles que têm uma grande base de usuários, pode levar a prejuízos incalculáveis. Afinal, nenhum usuário ou empresa vai manter o uso de um programa (e pagar por ele) se ele é responsável por uma série de dores de cabeça.
Para agir na prevenção de problemas é que nasceu o controle de qualidade de software. Ele nada mais é que uma série de medidas que desenvolvedores tomam para garantir que o programa entre no mercado da melhor forma possível. Assim ajuda a evitar qualquer tipo de bug que possa prejudicar a experiência do usuário.
As rotinas de controle de qualidade de software trazem benefícios para as empresas que as desenvolveram e para os usuários finais. Neste texto, vamos listar três delas, além de dar dicas úteis de como você pode começar. Vamos lá?

1 – Economia de recursos

Um controle de qualidade de software eficiente resulta na diminuição de gastos com ele. Quanto mais cedo for descoberto qualquer tipo de problema com um determinado programa, mais barato vai ser resolver este problema. Isso é útil, ainda, porque diminui o retrabalho.
Além disso, softwares com problemas no controle de qualidade impactam na produtividade da sua empresa. Imagine o quanto de tempo é perdido com a equipe responsável por ele toda vez que o programa precisa ser reescrito (e testado novamente) para resolver eventuais bugs?
Aqui cabe a velha máxima de “prevenir é melhor que remediar”. Quanto mais rígido for o controle de qualidade de software melhor! Por que mais redondo o produto vai para o usuário final e menos recursos serão gastos. O melhor de tudo é que ele vai entregar mais produtividade para o seu time e para o cliente.

2 – Prevenção de emergências

Empresas que lidam com uma grande quantidade de dados ou informações sensíveis dos seus clientes precisam ter cuidado redobrado em relação aos softwares. Um problema pode ocasionar em perda de ativos importantes, quebra de confiabilidade e prejuízos financeiros incalculáveis.
O controle de qualidade eficiente é útil para prevenir eventuais situações de emergência. Ele pode solucionar problemas antes mesmo que eles ocorram e assim evitar uma quebra do servidor e dos sistemas utilizados. Isso é especialmente valioso para grandes organizações que precisam lidar com um volume de dados importantes.

3 – Confiabilidade

A confiança é hoje uma das virtudes mais importantes para empresas que querem aumentar a base de clientes de forma saudável. Quando ela é quebrada, o prejuízo não é só financeiro: é também na imagem. Recuperar-se de uma percepção ruim não é tarefa fácil.
Como o controle de qualidade é a forma mais segura de evitar problemas em programas e sistemas específicos, eles garantem para o cliente final uma maior confiabilidade, principalmente no uso dos seus dados. Eles também diminuem a frequência em que sistemas ficam fora do ar e evitam potenciais prejuízos por conta disso.

Como implantar um controle de qualidade de software eficiente?

Não é difícil entender os benefícios de um controle de qualidade de software rígido, mas a forma de implantá-lo ainda gera dúvidas em equipes de tecnologia da informação. De qualquer forma, vale frisar que a regra aqui é ter um processo desenhado com planejamento prévio e com base em pesquisa sobre as melhores práticas do mercado.
Além disso, alguns passos são úteis para ajudar a criar um fluxo de controle de qualidade que seja poderoso o suficiente para encontrar problemas antes que eles ocorram. Abaixo, listamos algumas das que são as melhores práticas do mercado e que vão ajudar a sua empresa na tarefa de implantar uma rotina eficiente.

Utilize indicadores de avaliação

O que é medido pode ser aprimorado. Para cumprir essa máxima, a empresa que quer implantar uma rotina de controle de qualidade de software precisa estabelecer quais as métricas que ela vai utilizar para a tarefa e usá-las como base para que todo o processo seja desenhado.
Outra prática importante é utilizar uma metodologia de OKR. A sigla é um acrônimo em inglês para “objetivos e resultados chaves”. Vale a pena utilizar essa metodologia de métricas para a empresa entender bem como foi desenvolvido o controle de qualidade em um determinado software. Criar metas atingíveis e executá-las a tempo de ele ser lançado no mercado.

Faça testes constantes

Outra dica importante é ter uma rotina de testes. Eles precisam ser feitos em ambientes distintos, para que a equipe saiba exatamente como determinado programa está rodando nos mais variados contextos. Quanto mais (e melhores) forem esses testes, mais eficiente será o controle de qualidade.
Vale a pena integrar essa rotina de testes às métricas estabelecidas acima e utilizá-los junto com o sistema de OKR. Quanto melhor for documentado e quanto melhor for as métricas estabelecidas para medir a eficácia deles, mais eficiente será essa rotina de avaliações que a sua equipe vai fazer.

Tenha uma equipe qualificada

Por último, mas não menos importante, é fundamental ter uma equipe qualificada. Um bom time fará toda a diferença na hora de metrificar o controle de qualidade efetuado pela empresa. Ele irá encontrar problemas e apontar soluções, além de sugerir mudanças que possam aperfeiçoar as rotinas de controle de qualidade de software da sua empresa.

Por isso, seja criterioso no time que vai ficar responsável por essa área. O controle de qualidade é uma parte sensível de toda e qualquer empresa! É fundamental que seja tocado por um pessoal com a competência necessária para fazê-lo da melhor maneira possível e evitar eventuais prejuízos.
***
Uma rotina eficiente de controle de qualidade de software vai garantir mais produtividade e eficiência para a sua empresa. Além de reduzir custos desnecessários e ajudá-la a crescer. Ela deve ser visto como um ativo estratégico da sua área de TI e não pode ser colocado em como segunda opção.
Se você gostou deste texto, que tal compartilhá-lo nas redes sociais? É importante ajudar a espalhar informações úteis e que possam ajudar outras pessoas e organizações a ter processos de qualidade e de segurança melhores.   

A Rits é uma empresa focada no desenvolvimento do sistema recorrência, outsourcing de e consultoria de TI, para empresas de diversos setores.